UFAM participa de seleção final do programa ProAfri em Brasília

Nos dias 5 e 6 de junho de 2018, a Universidade Federal do Amazonas, por meio da Assessora de Relações Internacionais e Interinstitucionais, Profª Drª Leda Duwe Leão Brasil, esteve presente na etapa final da seleção compondo a comissão assessora que qualificou e selecionou os candidatos do Programa de Formação de Professores de Educação Superior de Países Africanos (ProAfri) 2018 que aconteceu na Universidade de Brasília.

O ProAfri é uma iniciativa do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras, realizada em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional de Moçambique, com apoio do Ministério das Relações Exteriores do Brasil e da Embaixada do Brasil em Moçambique.

Esta primeira edição visa apoiar o Plano Estratégico do Ensino Superior de Moçambique em suas metas de expansão de acesso e melhoria da qualidade do ensino universitário no país. Foram ofertadas bolsas de estudo em 29 universidades brasileiras em todas as áreas do conhecimento, onde de 224 candidatos 169 foram aprovados na primeira fase de análise documental, 115 passaram pela análise de mérito e ao final deste processo foram aprovados 59 candidatos, 14 mulheres e 45 homens.

Segundo a coordenadora do ProAfri e diretora executiva do grupo Coimbra, professora Rossana Valéria de Souza e Silva, "esta iniciativa traz ganhos não apenas para as universidades moçambicanas. Ganham as universidades brasileiras ao receberem estudantes internacionais e possibilitarem essa troca com diferentes culturas e saberes, além do aspecto de cooperação entre os países”, avalia.

“A participação no ProAfri é importante para que a Universidade Federal do Amazonas ganhe visibilidade, melhorando seu ranking de internacionalização a nível nacional”, comentou a Profª Drª Leda Brasil.

Participaram da mesa de abertura do evento o Segundo Secretário da Embaixada de Moçambique, Sulemani Haje; a professora Magda Coelho, representando o Ministério da Educação; representando a Assessora Especial de Relações Internacionais do MEC a Sra. Carla Barroso; a Professora Doutora Gionara Tauchen, Presidente da Comissão Assessora de Avaliação do Programa ProAfri e Diretora de Pós-Graduação da Universidade Federal do Rio Grande (FURG); o representante da Embaixada da República de Moçambique no Brasil, Professor Doutor Octávio Manuel de Jesus; o Diretor Geral do Instituto de Bolsas de Estudo (Moçambique); e a Subchefe da Divisão de Temas Educacionais (DCE) do Ministério de Relações Exteriores do Brasil, Márcia Peters Sabino. Outros membros da comissão avaliadora incluem Professor Doutor Ronaldo Lopes Oliveira, Coordenador de Ensino de Pós-Graduação da Universidade Federal da Bahia UFBA; Professora Doutora Maria Cristina Triguero Veloz (Via Skype); Coordenadora Geral da Pós-Graduação da Universidade Presbiteriana Mackenzie; Professora Doutora Sandra Maria Carmello Guerreiro; Assessora da Pró-Reitoria de Pós-Graduação da Universidade Estadual de Campinas UNICAMP, e ainda ainda na atuação de observadores o Professor Doutor Octávio Manuel de Jesus, Diretor Geral do Instituto de Bolsas de Estudo IBE de Moçambique e o Doutor Alberto Armindo Maria Tonela, Diretor Nacional Adjunto de Planificação, Estudos e Cooperação no Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional de Moçambique.

 

Fonte: Vanessa Vieira/Secom UnB