Professora da Ufam ministra aulas em curso internacional

Selecionada para a Cátedra Capes/CES de Ciências Sociais e Humanas (em 2015) a professora  Ivani Ferreira, do departamento de Geografia da Ufam, passou seis meses (segundo semestre de 2016) realizando atividades acadêmicas na Universidade de Coimbra, Portugal, para alunos de doutorado. “A recepção na universidade de Coimbra foi a melhor possível. Além de todos os acessos à universidade, foi-me disponibilizada uma sala, o que facilitou muito a produção acadêmica”, comenta.

Ivani Ferreira relata ter se adaptado facilmente à nova realidade, não tendo nenhuma dificuldade ou problema. “Na verdade, fiquei bem admirada com a facilidade em alugar um apartamento, precisei apenas apresentar registro de cidadão provisório (como nosso CPF) e sem nenhuma burocracia pude assinar o contrato”, relembra.

Durante toda sua estadia na Universidade de Coimbra, a pesquisadora desenvolveu suas atividades no Centro de Estudos Sociais e Humanas (CES), sempre envolvida com aulas para alunos de doutorado, Bancas Examinadoras de futuros doutores e com a exposição de palestras. “Desenvolvida no formato de seminários, as palestras contavam com a participação de professores e alunos, inclusive com a presença da coordenadora geral dos cursos de doutorado, professora Paula Menezes, ou seja, eu realmente precisava representar bem a Ufam. Como os temas dos seminários versavam sobre Educação Indígena, com vistas a discutir conceitos de etnodesenvolvimento, eu me sentia bem a vontade para falar, já que esse tem sido nosso campo de estudos há mais de vinte anos”, explica.

A rica experiência do intercâmbio proporcionou à professora Ivani Ferreira muitos momentos gratificantes, como por exemplo, encontrar dois alunos brasileiros de doutorados que a abordaram solicitando autógrafo em seu livro “Território e Territorialidade Indígena do Alto Rio Negro”, porém, a docente ressalta dois momentos super importantes e que, de certa forma, a recompensa por todos os anos dedicados à pesquisa. “Então, na minha última semana em Coimbra foi que eu tive a grata satisfação de conhecer o diretor do CES, professor Boaventura de Sousa Santos, e de ser convidada para escrever um artigo para o próximo livro dele sobre Metodologias Alternativas ao Sistema, pra mim isso é uma honra, pois o professor Boaventura é um renomado pesquisador”, comenta. A professora também foi convidada para ministrar aulas em curso internacional de especialização a distância em Epistemologia do Sul.

Os ganhos com o intercâmbio extrapolaram a vida acadêmica e refletiram no desenvolvimento pessoal da pesquisadora. “Voltei de Coimbra com meus horizontes ampliados, aprendi a reduzir meu ritmo acelerado e a valorizar outras atividades importantes em minha qualidade de vida”, conclui.

Saiba mais sobre o CES

Conheça o professor Boaventura Sousa.